Empresários querem Barbosinha na Prefeitura para Dourados retomar o desenvolvimento

Cerca de 150 empresários que movimentam a economia douradense se reuniram na noite desta quinta-feira (22) com o candidato a prefeito Barbosinha e o vice-governador Murilo Zauith para delinear um programa de ações capaz de proporcionar a retomada do desenvolvimento local e regional a partir de janeiro do ano que vem.

"Eu quero contratar mais gente, minha empresa emprega atualmente em torno de 150 pessoas, mas não acho mão-de-obra qualificada, é isso que eu peço pra você, Barbosinha, que retome o programa de qualificação que a gente tinha com o Murilo, os empresários querem ampliar os negócios e precisam desse apoio".

A manifestação, da empresária Maria Gorety, proprietária da indústria de confecção Gorethy Moda Íntima, motivou o segmento a abrir o debate em torno da necessidade de que Dourados escolha um gestor, preparado e de visão, para conduzir os destinos da cidade. Entre os anos de 2014 e 2016, mais de 4.500 pessoas foram capacitadas nas mais diferentes profissões pelo programa Qualifica Dourados.

"O empresário quer trabalhar, quer produzir, crescer, ampliar sua atividade, o gestor público não pode atrapalhar esse desejo dele. Tem que fazer como estamos fazendo no Governo, investindo mais de R$ 300 milhões em Dourados, preparando a cidade e abrindo as portas para o Município voltar a crescer", reforçou o vice-governador Murilo Zauith, que controla orçamento maior que o da Prefeitura de Dourados como secretário estadual de Infraestrutura.

Um programa mínimo foi definido entre os participantes do encontro para enfrentar a crise de gestão que afeta o município. Barbosinha recebeu as demandas do setor empresarial e reiterou que conta com o apoio do Governo do Estado e tem em Brasília as portas abertas anunciadas pela ministra Tereza Cristina, que se comprometeu em colocar os ministérios do presidente Bolsonaro a disposição de Dourados.

"Dourados, do ponto de vista da iniciativa privada, do trabalho desses empresários, é um Boeing, um gigante que voa, mas do ponto de vista do poder público ainda estamos andando de charrete, é preciso abrir o diálogo para que vocês digam o que querem em cada área e nós, na outra ponta, entrar com as soluções", disse o candidato a prefeito, manifestando a segurança no grupo que sustenta esse projeto.

Durante o encontro, Barbosinha e Valdenir Machado, que encabeçam a aliança de nove partidos na disputa pela prefeitura, receberam também o apoio dos empresários Odilon Azambuja e Antônio Nogueira, ambos ex-gestores públicos – Odilon foi secretário municipal de Fazenda, gerente local da Sanesul e vice-prefeito na gestão de Murilo; Nogueira foi secretário de Obras e de Planejamento na cidade. Também o empresário Nelson Eduardo Hoff Brait, proprietário da Aço Telha, manifestou o sentimento do setor da construção civil na necessidade de Dourados voltar a crescer com organização e gestão eficiente.

Comentários